terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Grêmio é 3º melhor brasileiro no Ranking Folha



Os jogadores do Grêmio saíram dos Emirados Árabes frustrados pela derrota por 1 a 0 para o Real Madrid na decisão do Mundial de Clubes.

No entanto, mesmo sem o título, o clube gaúcho ganhou quatro posições no Ranking Folha do futebol mundial, ultrapassou seu arquirrival, o Internacional,e se tornou o terceiro brasileiro mais bem colocado na lista, que computa apenas títulos e vice-campeonatos internacionais.

No total, o time tricolor gaúcho somou 120 pontos (70 pelo título da Libertadores mais 50 pelo vice-campeonato mundial), o que o colocou na 19ª posição do ranking.

Entre os clubes brasileiros, a equipe só está atrás de São Paulo (9º) e Santos (17º), os únicos do país que, assim como o Grêmio, são tricampeões da Libertadores.

Na lista referente ao ano de 2016, o Grêmio estava empatado com o Palmeiras na 23ª posição. Com a conquista de 2017, ultrapassou o Internacional e o Cruzeiro (que estavam empatados na 21ª posição) e os portugueses Porto e Benfica (respectivamente, 20º e 19º na lista de 2016).

Com a retirada dos pontos da Copa Rio de 1951 (veja mais abaixo), o clube alviverde caiu para a 27ª posição, empatado com o Chelsea e logo atrás do Corinthians (26º).

Único outro clube brasileiro que pontuou em 2017, o Flamengo, derrotado na final da Sul-Americana pelo Independiente, da Argentina, somou mais 10 pontos com o vice-campeonato. O time, porém, não ganhou posições, já que o Mazembe, que está logo a sua frente, foi campeão da Copa das Confederações da CAF (torneio continental de segundo nível da África) e somou os mesmos 10 pontos.

O campeão mundial Real Madrid, líder da lista, abriu ainda mais a vantagem para o Milan, segundo colocado.

Vencedores pela 12ª vez da Liga dos Campeões e pela quarta vez da Supercopa da Europa em 2017 (além do terceiro título do Mundial de Clubes no atual formato), os espanhóis foram os que mais somaram pontos, com 160.

O time que mais ganhou posições no top 100 da lista, no entanto, foi o argentino Lanús, derrotado na final da Libertadores pelo Grêmio.

Apesar de não ter ficado com o título, os 40 pontos recebidos pelo vice-campeonato elevaram o clube da 91ª para a 58ª posição do ranking.

A equipe, que disputou em 2017 a final da Libertadores pela primeira vez em sua história, está empatada com o mexicano Pachuca e com o Espérance, da Tunísia.

Dois times aparecem pela primeira vez na lista.

O Supersport United, da África do Sul, somou seus primeiros cinco pontos com o vice-campeonato da Copa das Confederações da CAF e ocupa a 326ª posição do ranking.

Já o Santos de Guápiles, da Costa Rica, aparece pela primeira vez com três pontos, no 363º lugar, graças ao vice-campeonato da Liga da Concacaf, torneio que reúne equipes da América Central e do Caribe e que foi disputado pela primeira vez em 2017.

Em 2017, o Ranking Folha deixou de computar pontos para o título da Copa Rio de 1951, tanto em sua versão nacional quanto em sua versão mundial.

A medida foi tomada após a Fifa ratificar as Copas Intercontinentais como títulos mundiais, em outubro, e não fazer o mesmo com o título ganho pelo Palmeiras.

Torneios que não tiveram sequência -ainda que sob outro nome- ou não conseguiram grande representatividade não são computados no ranking. Esse é o caso, por exemplo, da Copa Rio -que teve apenas duas edições, em 1951 e 1952-, da Copa Ouro, das Copas Master da Supercopa e da Conmebol, da Copa Suruga, da Supercopa do Brasil e dos Supercampeonatos estaduais de 2002.

A Pontuação



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...