sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Dois rankings que o Interzinho está na frente

Com 215 processos trabalhistas, Inter é terceiro maior réu do futebol brasileiro

O Internacional é réu em 215 processos na Justiça do Trabalho e tem dívida trabalhista estimada em R$ 97 milhões. Os dados são do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul, e o valor do débito foi calculado de acordo com o último balanço financeiro do clube, relacionado a 2016. Os números são parte de um levantamento do GloboEsporte.com, com todos os clubes da Série A, mais o Colorado (clique aqui e confira todos os dados). O time gaúcho é o terceiro na lista das equipes com maior número de processos e nono no ranking da dívida. Para Gabriel Lopes Moreira, diretor jurídico do Inter, a quantidade de ações é alta, mas está sob controle.

– Esse número se refere a processos em todas instâncias e com ações novas. Mas eu diria que não chega a 200. A gente tem revisão para fazer. O histórico não foge muito disso. Desse número total, aproximadamente 30% são ações relativas a profissionais do futebol, o restante é de funcionários e administrativo. Por ser clube com estrutura administrativa grande, em diferentes sedes, locais, também no interior, tem uma rotativa maior e gera esse número. A situação é tecnicamente controlada, mas financeiramente arriscada. O número vinculada aos profissionais é menor, mas o financeiro é muito maior do que o restante. É nesses casos que a gente precisa ter atenção maior – analisa Moreira.

O débito trabalhista é composto por dois itens. A menor parte se refere a ações na Justiça do Trabalho resultantes de sentenças já julgadas e que envolvem qualquer tipo de processo na área, como falta de pagamento de salários e de direitos de imagem. A maior parte da dívida trabalhista é corresponde a impostos não recolhidos (INSS, IRRF e FGTS), que são encargos trabalhistas de responsabilidade das empresas, mas que na contabilidade dos clubes é registrada como dívida fiscal.
Segundo o balanço financeiro do Internacional, 88% do valor total da dívida trabalhista da equipe se refere a esse quesito. Entretanto, o débito está refinanciado em leis como o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut), em vigor desde agosto de 2015.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...